sexta-feira, 21 de novembro de 2014

O Show do Brasileirão – 21/11/14

Share |


Série A

A Rodada 35 havia começado na semana passada com o empate entre São Paulo e Internacional em 1 a 1. O Empate na outra semana fez com que o Cruzeiro entrasse em campo diante do Grêmio precisando da vitória para abrir 7 pontos dos paulistas. Em uma batalha na Arena do Grêmio, os azuis de Minas conseguiram uma vitória histórica e se aproximaram do tetracampeonato brasileiro com a virada sobre o tricolor gaúcho por 2 a 1. A Raposa pode confirmar o título no domingo em casa contra o Goiás, bastando-lhe apenas uma vitória. O Grêmio perdeu duas posições e está em quinto, porém, na briga por uma vaga na Libertadores.

O outro grande resultado da rodada foi de um mineiro. Atuando com os titulares, o Atlético-MG fez mais uma goleada em cima do Flamengo, assim como na Copa do Brasil, 4 a 0 e a volta ao G-4 garantida com dois gols de Luan. O futebol do Rio foi mal nessa rodada, além da derrota rubro-negra, festa catarinense nos confrontos contra os cariocas no Rio. Na quarta, o Figueirense colocou o Botafogo numa situação desesperadora com a vitória por 1 a 0 com direito a um pênalti desperdiçado por Jobson pouco antes do gol catarinense. Ontem, foi a vez da zebra verde aprontar no Maracanã. A Chapecoense saiu do z-4 com a goleada surpreendente sobre o Fluminense por 4 a 1, o tricolor carioca se distanciou do G-4 com esta derrota.

O Corinthians jogou em Belém contra o Goiás e se deu bem ao ganhar por 1 a 0, voltando ao G-4 do Campeonato. Na briga contra o rebaixamento, a briga continua disputada. Coritiba e Vitória empataram em um gol em Salvador e ninguém melhorou sua situação diante o Z-4 e, com a vitória da Chapecoense, o Coxa entrou na zona vermelha, mas com os rubro-negros próximos. O Palmeiras estreou sua nova arena (Allianz Parque) e, o que era para ser uma festa, virou um drama diante do Sport. Os pernambucanos se deram bem na casa verde e venceram por 2 a 0, se afastando, de vez, da briga contra o rebaixamento.

No confronto entre os dois últimos colocados, o Criciúma viu sua ida a segunda divisão se aproximar com a derrota em casa para o Bahia por 1 a 0. Os baianos ganharam uma sobrevida, mas com a situação ainda complicada para fugir do rebaixamento. Em confronto de duas equipes que já não tem mais objetivos, Atlético-PR e Santos empataram em um gol em Curitiba.

Classificação após 35 rodadas

1º Cruzeiro – 73pts
2º São Paulo – 66pts
3º Corinthians – 63pts
4º Altético-MG – 61pts
5º Grêmio e Internacional – 60pts
7º Fluminense – 57pts
8º Santos, Atlético-PR, Flamengo e Sport – 47pts
12º Goiás – 44pts
13º Figueirense – 43pts
14º Palmeiras e Chapecoense – 39pts
16º Vitória e Coritiba – 38pts
18º Bahia - 34pts
19º Botafogo – 33pts
20º Criciúma – 30pts

Série B

A briga pela 4ª posição continua sensacional. O Boa Esporte continua em vantagem com a vitória sobre o líder Joinville por 1 a 0 em Varginha. Atrás dos mineiros vem o Atlético-GO que derrotou o Bragantino por 1 a 0 em Goiânia, e o Avaí, que derrotou a lanterna Portuguesa por 2 a 0 e voltou a vencer após longo jejum de jogos sem vitória. Na cola desta turma está o América-MG. O Coelho conseguiu uma vitória dramática no interior do Mato Grosso ao derrotar o Luverdense por 2 a 1 de virada, com direito a perda de pênalti por parte do time da casa.

O Vasco está quase na elite com a vitória em casa sobre o já rebaixado Vila Nova por 3 a 1 de virada, o time carioca pode garantir a volta a elite na próxima rodada contra o Icasa. A Ponte Preta desperdiçou a chance de assumir a liderança ao empatar em dois gols com o desesperado América-RN, que está no Z-4. O ABC deu uma folga na briga contra o rebaixamento ao derrotar o ex-G-4, Ceará, por 1 a 0. Outro que deu uma distanciada foi o Oeste que derrotou o Náutico por 2 a 0. O Santa Cruz não aproveitou a chance de aproximar do G-4 ao ser derrotado em casa pelo Sampaio Correia por 2 a 0. Já o Icasa ficou próximo da terceirona ao perder em casa para o Paraná por 2 a 1.

São Paulo perde na Sul-Americana

O jogo entre São Paulo e Inter fora antecipado por causa do jogo de ida das semifinais da Copa Sul-Americana. O Tricolor foi a Colômbia e saiu derrotado pelo Atlético Nacional em Medellín por 1 a 0. Os são-paulinos não atuaram bem e foram facilmente batidos. Mas o time brasileiro tem boas chances de passar no jogo de volta, na semana que vem, no Morumbi, tem que vencer por 2 gols de diferença.  Na outra semifinal, Boca e River se enfrentaram no superclássico argentino e empataram sem gols em La Bombonera. 

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

O Show do Brasileirão – 17/11/14

Share |


Série A

O Cruzeiro conseguiu uma vitória importante que lhe dá a condição de ser campeão daqui a duas rodadas. Os celestes foram a Vila Belmiro e venceram o Santos por 1 a 0, chegando a Libertadores pelo segundo ano seguido e com mais duas vitórias, sendo tetracampeão brasileiro. O São Paulo entrou em campo duas vezes na última semana pelo Brasileiro, o jogo contra o Inter foi antecipado para a última quarta e em um jogo polêmico, o Tricolor do Morumbi empatou em um gol com o Inter. Já neste domingo, o São Paulo fez o clássico Paulista com o Palmeiras e o venceu por 2 a 0, mantendo a diferença para os azuis de Minas em quatro pontos, mas com um jogo a mais.

Também com um jogo a mais, o já citado Inter, venceu o Goiás por 1 a 0 e assumiu, temporariamente, a terceira colocação, e abre a turma que briga por vaga na Libertadores, o destaque da vitória colorada foi o gol de bicicleta marcado pelo zagueiro Paulão. O outro time gaúcho, o Grêmio vem logo atrás com a vitória importante conseguida em Criciúma por 3 a 0 sobre o time da casa, conseguindo a terceira vitória seguida. Fechando a turma dos 60 pontos está o Corinthians, que, também, fora de casa complicou a vida do Bahia ao vence-lo por 2 a 1. Tanto Bahia como Criciúma estão quase rebaixados com as derrotas em casa.

O Atlético-MG saiu da turma que vai a Libertadores ao tropeçar em casa diante do Figueirense. O Galo usou time reserva, assim como na rodada passada, mas não passou de um empate em um gol. O Fluminense continua na briga pela vaga a competição continental ao derrotar o desesperado Botafogo por 1 a 0, o alvinegro tem situação complicada na briga contra o rebaixamento.

As coisas se complicaram para os já citados Criciúma, Bahia e Botafogo, porque o Z-4 tem um novo integrante, a Chapecoense. O time do interior catarinense perdeu o confronto direto em casa para o Vitória por 1 a 0 e trocou de lugar com o rubro-negro baiano. O resultado, também, foi ruim para o, já citado, Palmeiras e para o Coritiba, que reaproximou da zona vermelha ao ser derrotado pelo Flamengo por 3 a 2 no Maracanã. Quem espantou de vez o perigo de rebaixamento foi o Sport, que foi a Curitiba e venceu o Atlético-PR por 1 a 0.

Classificação após 34 rodadas

1º Cruzeiro – 70pts
2º São Paulo* – 66pts
3º Internacional*, Grêmio e Corinthians – 60pts
6º Atlético-MG – 58pts
7º Fluminense – 57pts
8º Flamengo – 47pts
9º Santos e Atlético-PR – 46pts
11º Goiás e Sport – 44pts
13º Figueirense – 40pts
14º Palmeiras – 39pts
15º Vitória e Coritiba – 37pts
17º Chapecoense – 36pts
18º Botafogo – 33pts
19º Bahia – 31pts
20º Criciúma – 30pts
* Jogo a mais

Série B

No jogo da festa e da disputa da liderança, os dois já garantidos na elite em 2015, Joinville e Ponte Preta, fizeram um bom jogo. Melhor para o time catarinense que venceu por 3 a 1 e reassumiu a liderança da competição com 2 pontos a mais que os campineiros. O G-4 tem novo integrante, o Ceará, que venceu o terceiro colocado, Vasco, por 2 a 0  e assumiu a quarta posição.

Novamente, muitos times desperdiçaram a chance de entrar no grupo de acesso. O Boa Esporte, ex-integrante do grupo, perdeu para o Sampaio Correa por 3 a 0. O Avaí foi derrotado pelo América-MG pelo mesmo placar, o Coelho entrou na briga pelo acesso. O Atlético-GO perdeu para o Paraná por 2 a 0. O Santa Cruz, também, vacilou ao perder para o desesperado Bragantino por 2 a 1.

Na briga pelo descenso, a rodada marcou o rebaixamento do Vila Nova, que perdeu para o ex-Z-4 Oeste por 1 a 0 e retorna a terceirona após um ano. O ABC desperdiçou a chance de escapar da turma ao empatar com a já rebaixada Portuguesa sem gols. O América de Natal ganhou uma sobrevida ao vencer o confronto direto contra o Icasa por 2 a 0, mas ambos os times estão na zona vermelha. Para fechar a rodada, o Náutico derrotou o Luverdense por 1 a 0, mas tem chances remotas de acesso.

Série C

Pela terceira divisão, o jogo de ida da final entre Macaé e Paysandu terminou empatado em um gol no norte-fluminense. Os gols saíram no segundo tempo, João Carlos abriu o placar para os cariocas e Yago Pikachu fez o gol de empate para o Papão. O jogo de volta acontece no sábado com um Mangueirão lotado.

Série D

O bom momento do futebol mineiro chegou a quarta divisão, o estado levou a Série D com o Tombense. A equipe de Tombos foi campeã da última divisão do Brasileirão ao vencer o Brasil de Pelotas por 4 a 2 nos pênaltis após um empate sem gols no tempo normal. É o segundo título mineiro na D, o primeiro foi o Tupi em 2011.

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Galo sai na frente na final

Share |


O maior confronto entre Atlético e Cruzeiro teve seu primeiro capítulo disputado na noite desta quarta-feira no Estádio Independência. Pela primeira vez, os dois rivais entraram em campo para disputar um título nacional, o da Copa do Brasil. No jogo de ida, os alvinegros dominaram os azuis no Horto e venceram por 2 a 0, conquistando uma boa vantagem para ter o título inédito.

Os dois times tiveram surpresas nas escalações, o Atlético entrou com Josué no lugar de Maicosuel, já o Cruzeiro, teve Samúdio na lateral no lugar de Egídio, machucado. Quando a bola rolou, o domínio atleticano foi visto do inicio ao fim de jogo.

A tática azul era clara, tirar a velocidade do time atleticano com mais posse de bola. E, empurrado pela Massa, o Galo procurava a velocidade e a pressão no campo cruzeirense. A tática que deu certo foi a atleticana, pois aos oito minutos, Marcos Rocha cruzou para Luan, baixinho, ganhar, em posição ilegal, de cabeça e fazer o primeiro gol desta final histórica. Loucura alvinegra no´Horto.

O Cruzeiro reagiu de imediato nas duas únicas chances do time na primeira etapa. Primeiro, Marcelo Moreno apareceu na cara de Victor e chutou para a defesa do arqueiro alvinegro, depois, Ricardo Goulart chegou atrasado em uma bola escorada e quase empatou para a Raposa.

Não satisfeito com o 1 a 0, os mandantes continuaram em cima do time azul,  mas a marcação era eficiente por parte do Cruzeiro, do outro lado, faltava inspiração para o ataque azul que pouco atacava e era facilmente marcado pela defesa atleticana. O destaque era Dátolo, o meia argentino ditava o ritmo de jogo e exigiu boa defesa de Fábio em um chute cruzado.

O jogo se encontrava muito amarrado e poucas chances surgiram. O primeiro tempo acabou com o Galo obtendo a vantagem mínima. No segundo tempo, Marcelo Oliveira mexeu na marcação ao tirar Lucas Silva e colocar Nilton, o que tornou o time mais equilibrado.

Mas o problema cruzeirense estava na falta de inspiração dos meias cruzeirenses, principalmente, Everton Ribeiro, o motor do time, que estava mal em campo. O craque azul deu lugar a Júlio Baptista para tentar melhorar o ataque azul, os outros meias azuis, Willian e Ricardo Goulart, também, estavam numa noite não inspirada.

Se faltava inspiração do lado cruzeirense, sobrava do lado alvinegro, principalmente, Dátolo, que continuara a dar bons passes e deixar os companheiros na cara de Fábio, porém, as finalizações não foram boas e chances claras de gol foram escassas na segunda etapa.

O Atlético continuava tentando ampliar a vantagem e conseguiu aos 13 minutos. Em cobrança de lateral. Marcos Rocha lançou na área, Carlos ajeitou e Dátolo girou para fuzilar Fábio. Mais uma festa alvinegra no Horto com o segundo gol do Galo.

A vantagem já era boa, mas Tardelli queria seu gol, e o Atlético continuara dominando as ações. Em sua última cartada, o Cruzeiro colocou Dagoberto no lugar de Ricardo Goulart, mas era Marcelo Moreno que tentava algo, como no chute que passou ao lado do gol de Victor. A Raposa tentava criar algo, mas era bem marcada pela zaga atleticana, especialmente, o garoto Jemerson, que fez uma excelente partida.

Tardelli quase conseguiu o que queria. Já no fim do jogo, o camisa 9 atleticano fez boa jogada com Douglas Santos e apareceu livre para chutar em cima de Fábio que fez imporan6te defesa, garantindo a derrota por 2 gols de diferença. No fim, o resultado condiz com o que foi o jogo com o Atlético melhor o tempo todo e próximo de uma conquista inédita.

Desta vez, o Atlético que terá que segurar o placar do jogo de ida e o Cruzeiro terá que ser o Atlético das fases anteriores em que conseguiu reverter a vantagem em casa. No jogo de volta, os celestes terão que vencer por 3 gols de diferença, dia 26, no Mineirão, para conquistar o Pentacampeonato da Copa do Brasil, vitória azul por 2 a 0 leva a decisão para os pênaltis. O segundo capítulo desta final histórica reserva grandes emoções.

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

O Show do Brasileirão – 10/11/14

Share |


Série A
 
A diferença entre Cruzeiro e São Paulo se mantém em cinco pontos com os jogos desta rodada. O líder Cruzeiro passou aperto diante do lanterna Criciúma, mas conseguiu uma importante virada por 3 a 1, graças ao futebol de Marcelo Moreno, que entrou no segundo tempo para mudar a história do jogo. O Tricolor, também, enfrentou um time do Z-4, mas teve uma vida mais tranqüila para derrotar o desesperado Vitória por 2 a 1 e seguir na caça da Raposa.

Mais atrás, a briga pelas vagas na Libertadores continua emocionante. O Grêmio deu um importante salto na classificação, em mais um Grenal com confusão, o Tricolor gaúcho goleou o rival colorado por 4 a 1, com destaque para o argentino Alan  Ruiz, que marcou dois gols e provocou seu compatriota, D’Alessandro. O Grêmio é o terceiro e o Inter, o sexto. Já o Atlético-MG voltou ao G-4 mesmo atuando com os reservas, poupando os titulares para a final da Copa do Brasil contra o Cruzeiro. Os garotos comandaram a vitória sobre o Palmeiras, no Pacaembu por 2 a 0, especialmente Dodô, autor de um gol e uma assistência. Quem ta junto a essa turma é o Corinthians, o Timão completou a trilogia de vitórias sobre os rivais na nova arena ao derrotar o Santos por 1 a 0 com gol de Guerrero.

Assim como a briga pela Libertadores, a briga contra o rebaixamento continua muito boa. O Coritba saiu do Z-4 e atrapalhou o Fluminense em vistas a competição continental ao derrota-lo por 1 a 0. Além dos já citados Criciúma e Vitória, o Botafogo continua seu calvário rumo a Série B e na zona vermelha com a derrota em casa para o Atlético-PR por 2 a 0 com dois gols do atacante Cléo. Já o Bahia se complicou com a derrota para o Goiás por 3 a 0, o destaque do triunfo goiano foi a revelação do Campeonato,Èrik, autor de dois gols.

O Figueirense se distanciou da briga com a vitória por 1 a 0 no duelo estadual contra a Chapecoense. E o Flamengo protagonizou o mico da rodada. No confronto de rubro-negros contra o Sport no Recife, o carioca abriu dois gols de vantagem, mas com gols depois dos 40 minutos do segundo tempo, os pernambucanos buscaram o empate em dois gols.

Classificação após 33 rodadas

!º Cruzeiro – 67pts
2º São Paulo – 62pts
3º Grêmio, Atlético-MG e Corinthians – 57pts
6º Internacional – 56pts
7º Fluminense – 54pts
8º Santos e Atlético-PR – 46pts
10º Flamengo e Goiás – 44pts
12º Sport – 41pts
13º Figueirense e Palmeiras – 39pts
15º Coritiba – 37pts
16º Chapecoense – 36pts
17º Vitória – 34pts
18º Botafogo – 33pts
19º Bahia – 31pts
20º Criciúma – 30pts

Série B

Os dois primeiros acessos foram confirmados nesta rodada. Na terça, o vice-líder Joinville garantiu a volta a elite após 28 anos. O time do interior catarinense derrotou o Sampaio Correia em São Luis por 2 a 1. Ontem, foi a vez da Ponte Preta garantir o retorno dela após a queda no ano passado. A Macaca levou grande torcida a Bragança Paulista e derrotou o Bragantino por 2 a 0. Na próxima rodada, os dois se enfrentam em Joinville disputando a liderança da competição.

O Vasco atuou no Maracanã para quase 50 mil torcedores e saiu vencedor diante do ABC, foi uma vitória suada pór 1 a 0, mas que aproximou o clube cruzmaltino do retorno a elite, em 3º lugar. O G-4 tem um novo integrante, o Boa Esporte, a equipe mineira foi a Natal e venceu o América por 3 a 1 e ultrapassou todos os adversários que poderiam entrar no G-4.

A lista dos que poderiam entrar na zona de acesso é enorme. O Avaí empatou sem gols com o Oeste e acumula uma sequencia sem vitórias. Dois postulantes ao acesso se enfrentaram em Fortaleza, Ceará e Atlético-GO, mas também empataram em 0 a 0 e desperdiçaram a chance de entrar no G-4. Outro que poderia entrar no G-4 mas empatou sem gols foi o Santa Cruz que fez o clássico contra o Náutico. O América-MG desperdiçou a chance de se aproximar desta turma que está brigando pelo acesso ao empatar em um gol com o Icasa em Belo Horizonte.

Fechando a rodada, o Vila Nova ainda respira na briga contra o rebaixamento ao vencer o Paraná por 2 a 0, mas continua perto da terceirona. Já na Série C, a Portuguesa fez um jogo melancólico em casa, mas venceu o Luverdense por 1 a 0.

Série C

O Macaé só administrou a vantagem adquirida no jogo de ida e passou a final da terceirona com um empate sem gols em Maceió diante do CRB. O Adversário do Macaé na finalíssima é o Paysandu. O Papão, também, administrou a vantagem adquirida na ida ao perder por 2 a 1 para o Mogi-Mirim no interior paulista. 

Série D

A final entre Brasil de Pelotas e Tombense começou no interior gaúcho. Em um jogo pegado, as duas equipes não saíram de um empate sem gols, o que favoreceu a equipe mineira que joga em casa a volta. A partida derradeira da quarta divisão acontece no próximo domingo em Muriaé, interior de Minas.